Comunicados

A luta dos trabalhadores dos transportes é uma luta justa!

greve_transportes.jpgOs trabalhadores dos transportes vão realizar uma greve do sector no próximo dia 2 de Fevereiro e por 24 horas.

Nestas alturas, o governo de traição nacional PSD/CDS e a sua imprensa tudo faz para tentar lançar os restantes trabalhadores utentes do serviço de transportes contra os grevistas.

Ora, a greve que os trabalhadores do Metro, CP, Soflusa, Carris decidiram fazer é uma luta justa, que tem também por objectivo defender os interesses do povo trabalhador que utiliza os serviços de transportes.

É que, não por responsabilidade dos trabalhadores agora em greve, somos o país da Europa em que é mais elevada a parte paga pelos utentes no preço dos bilhetes de transporte, mas o governo continua a aumentar esse preço, para criar apetitosas condições de entrega das empresas públicas de transporte ao sector privado e permitir um maior aumento dos lucros às empresas que já são privadas e às que ainda pretende privatizar.

 

Ao contrário da propaganda que o governo destila, ao tentar justificar os brutais aumentos dos preços dos transportes com a situação calamitosa a que chegaram as empresas públicas de transportes e comunicações, a verdade é que essa situação se deve unicamente à má gestão dessas empresas e ao endividamento a que os sucessivos governos as obrigaram.

E é o mesmo Governo que, para além de subir os preços dos bilhetes, está ainda a dar orientações para a redução de serviços e carreiras, como é o caso da CP, Carris e Metro na Região de Lisboa e os STCP no Porto, tornando assim ainda mais degradada a oferta do transporte.

Mas, neste sector, não são apenas aqueles que precisam de usar o transporte para se deslocar de e para o seu trabalho que são vítimas da política antipopular e ao serviço da tróica do governo PSD/CDS, quando vêem aumentar brutalmente o preço dos transportes.

Também aqueles que vendem a sua força de trabalho nas empresas dos transportes estão a ser vítimas de um autêntico roubo pelo mesmo governo – para além de terem os salários congelados desde 2010, viram ainda reduzidos esses salários e estão agora ameaçados de despedimentos com a privatização das respectivas empresas.  

ASSIM COMO OS TRABALHADORES DOS TRANSPORTES SE LEVANTAM CONTRA OS AUMENTOS DOS PREÇOS, TAMBÉM OS TRABALHADORES QUE UTILIZAM OS TRANSPORTES DEVEM SER SOLIDÁRIOS COM A GREVE DAQUELES E LUTAR NOS SEUS LOCAIS DE TRABALHO EM TORNO DE UM OBJECTIVO COMUM: CONTRA O ROUBO DO TRABALHO E DOS SALÁRIOS, PELA GREVE GERAL NACIONAL, POR UM GOVERNO DEMOCRÁTICO PATRIÓTICO!
 
1 de Fevereiro de 2012
                                     
                                              Organização Regional de Lisboa do PCTP/MRPP

Luta Popular on line

Aceda ao Luta Popular e fique
a par das últimas noticias:

Biblioteca Vermelha

Um redobrado empenho no estudo do marxismo, dos textos em que se condensa a experiência histórica das revoluções passadas e também daqueles em que se perspectivam novos combates pelo socialismo e pelo comunismo, constitui hoje um dever indeclinável de todos os revolucionários.

Entrar na Biblioteca Vermelha

 

Ribeiro Santos

A morte de Ribeiro Santos (durante uma reunião de estudantes contra a repressão fascista de Caetano, realizada em 12 de Outubro de 1972 na Faculdade de Ciências Económicas e Financeiras de Lisboa) constituiu um marco decisivo e de viragem no movimento popular e revolucionário contra a ditadura e a guerra colonial-imperialista que viria a atingir o seu auge em 1974.