Comunicados

Comunicado Nº. 3

Comunicado nº 3

Comunicado do Comité Central do PCTP/MRPP respeitante à reunião de sábado, dia 28 de Novembro de 2015.

1. A reunião do Comité Central decorreu sob a direcção do camarada Carlos.

2. A reunião cooptou dois novos membros para o Comité Central do Partido: o camarada Barros, que passará a integrar a Comissão Política Especial que, sob a direcção do camarada Espártaco, está a organizar o Congresso, e a reestruturar o trabalho do Partido junto do proletariado da área metropolitana de Lisboa; e o camarada Rogério, com a responsabilidade de organização do Partido no concelho de Lisboa. Depois da cooptação, os cooptados passaram a participar na presente reunião do Comité Central.

3. O Comité Central aprovou o orçamento do Partido para os meses de Novembro e Dezembro de 2015, e propôs-se aprovar na reunião de Dezembro o orçamento anual para 2016. Sobre a situação financeira do Partido, foi aprovada uma resolução que se reporta também à problemática do ponto 4 deste comunicado.

4. Foi apreciado o relatório da auto-crítica de Domingos Bulhão e rejeitado, tendo o seu autor sido destituído do Comité Permanente do Comité Central e suspenso do Comité Central, devendo a sua situação no PCTP/MRPP ser definitiva e finalmente decidida no próximo Congresso.

5. O Comité Central elegeu os dois camaradas cujas assinaturas estão autorizadas a movimentar as contas bancárias do Partido.

6. O Comité Central apreciou e aprovou o relatório do Comité Distrital de Setúbal sobre a campanha eleitoral do Partido nas legislativas de 2015, apresentado pelo camarada Carlos, que foi eleito para dirigir o Comité Distrital de Setúbal a partir de hoje

7. O Comité Central deu ao camarada Gerês um prazo de dez dias para apresentar um relatório sobre a situação política e tarefas do Partido nos distritos sob a sua direcção, para ser discutido na próxima reunião do Comité Central.

8. As deliberações da presente reunião do Comité Central foram aprovadas por unanimidade.

9. O Comité Central volta a reunir ordinariamente no próximo dia 19 de Dezembro de 2015.

Carlos

                                                                                                                                                                                                          

Luta Popular on line

Aceda ao Luta Popular e fique
a par das últimas noticias:

Biblioteca Vermelha

Um redobrado empenho no estudo do marxismo, dos textos em que se condensa a experiência histórica das revoluções passadas e também daqueles em que se perspectivam novos combates pelo socialismo e pelo comunismo, constitui hoje um dever indeclinável de todos os revolucionários.

Entrar na Biblioteca Vermelha

 

Ribeiro Santos

A morte de Ribeiro Santos (durante uma reunião de estudantes contra a repressão fascista de Caetano, realizada em 12 de Outubro de 1972 na Faculdade de Ciências Económicas e Financeiras de Lisboa) constituiu um marco decisivo e de viragem no movimento popular e revolucionário contra a ditadura e a guerra colonial-imperialista que viria a atingir o seu auge em 1974.