Eleições

No distrito de Lisboa, em campanha pela saída do Euro

Em Lisboa, nos bairros de Arroios, de Penha de França e na zona da Av. Afonso III - e ruas adjacentes, a campanha da candidatura do PCTP/MRPP ao Parlamento Europeu está na rua.

Também porta a porta na Póvoa de Santa Iria e Alverca, zonas outrora cheias de fábricas e fabriquetas, quase todas encerradas e ao abandono, desde da entrada da CEE em Portugal (como então o nosso partido denunciou, com enorme oportunidade), foram distribuídos milhares de separatas do Luta Popular e comunicados da candidatura apelando à discussão aprofundada no seio do povo pela saída do Euro, e pelo não pagamento desta dívida odiosa e impagável.

Na Feira de Odivelas foi também distribuída profusamente a nossa propaganda aos feirantes e fregueses. Feirantes esses que aproveitaram para denunciar o aumento das taxas de ocupação e a falta de poder de compara dos habituais clientes…enquanto um fiscal da câmara andava no terreno a fiscalizar os faltosos do pagamento destas taxas obscenas.

Há agora que continuar e intensificar este importante trabalho político. Em frente pela saída do euro e pela eleição de um deputado do PCTP/MRPP para o Parlamento Europeu!

Luta Popular on line

Aceda ao Luta Popular e fique
a par das últimas noticias:

Biblioteca Vermelha

Um redobrado empenho no estudo do marxismo, dos textos em que se condensa a experiência histórica das revoluções passadas e também daqueles em que se perspectivam novos combates pelo socialismo e pelo comunismo, constitui hoje um dever indeclinável de todos os revolucionários.

Entrar na Biblioteca Vermelha

 

Ribeiro Santos

A morte de Ribeiro Santos (durante uma reunião de estudantes contra a repressão fascista de Caetano, realizada em 12 de Outubro de 1972 na Faculdade de Ciências Económicas e Financeiras de Lisboa) constituiu um marco decisivo e de viragem no movimento popular e revolucionário contra a ditadura e a guerra colonial-imperialista que viria a atingir o seu auge em 1974.