Notas à Imprensa

PCTP/MRPP questiona a permanência do ex-bastonário da Ordem dos Advogados e actual primeiro candidato às eleições europeias Marinho Pinto no programa Justiça cega? da RTP-Informação.

O PCTP/MRPP enviou à direcção de informação da RTP-Informação a nota que remetemos em anexo, sobre a injustificada permanência do ex-bastonário Marinho Pinto num programa televisivo em que era convidado na qualidade de bastonário da Ordem dos Advogados, e logo após este advogado ter anunciado a sua candidatura às próximas eleições para o parlamento europeu pelo MPT.

 

O PCTP/MRPP enviou à direcção de informação da RTP-Informação a nota que remetemos em anexo, sobre a injustificada permanência do ex-bastonário Marinho Pinto num programa televisivo em que era convidado na qualidade de bastonário da Ordem dos Advogados, e logo após este advogado ter anunciado a sua candidatura às próximas eleições para o parlamento europeu pelo MPT.

Como certamente não passou despercebido a esse canal televisivo, o Dr. Marinho Pinto deixou de ser o Bastonário da Ordem dos Advogados.

Acontece que foi nessa qualidade que o Dr. Marinho Pinto foi convidado a integrar, juntamente com o Juiz Desembargador Rui Rangel, o núcleo permanente do programa Justiça cega?.

Sendo assim, não se vê como é que a RTP decide manter o Dr. Marinho Pinto naquele programa, quando deixou de ser Bastonário da Ordem dos Advogados.

É que, querendo manter o figurino do programa em causa, o que seria sério e normal era substituir o Dr. Marinho Pinto pela nova Bastonária que o substituiu no cargo.

Não o fazendo, e tratando-se de um programa que é suposto tratar apenas de temas da justiça, o que a RTP está a fazer é dar uma tribuna, não a uma voz que deixou de representar os advogados, mas a um candidato às próximas eleições para o parlamento europeu que já anunciou publicamente essa candidatura pelo MPT.

O que só pode revelar que a RTP começou já a seleccionar os candidatos que entende promover para aquelas eleições.

O PCTP exige, por isso, que esse canal ponha termo a esta antecipada e descarada discriminação e falta de isenção em matéria de tratamento das candidaturas às eleições europeias de Maio próximo.


Lisboa, 28 de Janeiro de 2014

A Comissão de Imprensa do PCTP/MRPP

 

 

Luta Popular on line

Aceda ao Luta Popular e fique
a par das últimas noticias:

Biblioteca Vermelha

Um redobrado empenho no estudo do marxismo, dos textos em que se condensa a experiência histórica das revoluções passadas e também daqueles em que se perspectivam novos combates pelo socialismo e pelo comunismo, constitui hoje um dever indeclinável de todos os revolucionários.

Entrar na Biblioteca Vermelha

 

Ribeiro Santos

A morte de Ribeiro Santos (durante uma reunião de estudantes contra a repressão fascista de Caetano, realizada em 12 de Outubro de 1972 na Faculdade de Ciências Económicas e Financeiras de Lisboa) constituiu um marco decisivo e de viragem no movimento popular e revolucionário contra a ditadura e a guerra colonial-imperialista que viria a atingir o seu auge em 1974.