Ribeiro Santos

História de Ribeiro Santos

A morte de Ribeiro Santos (durante uma reunião de estudantes contra a repressão fascista de Caetano, realizada em 12 de Outubro de 1972 na Faculdade de Ciências Económicas e Financeiras de Lisboa) constituiu um marco decisivo e de viragem no movimento popular e revolucionário contra a ditadura e a guerra colonial-imperialista que viria a atingir o seu auge em 1974, com o derrube daquele regime.

O exemplo de firmeza nos princípios, e de coragem e abnegação na luta física contra o adversário que Ribeiro Santos soube demonstrar do modo mais sublime ao serviço de uma causa justa, transformou-se num estímulo permanente para todos os que persistem na luta por uma sociedade nova.


- O assassinato de Ribeiro Santos
- Ribeiro Santos - O Povo jamais te esquecerá!
- Honra a Ribeiro Santos!
- No 30º, aniversário do assassinato do camarada Ribeiro Santos
- Grande Manifestação Popular no funeral de Ribeiro Santos - Contra a fúria assassina da polícia - Contra a repressão
-
Estudante assassinado pela PIDE - José António Ribeiro Santos
- Defesa de Ribeiro Santos em processo disciplinar académico de 13/03/1972

Luta Popular on line

Aceda ao Luta Popular e fique
a par das últimas noticias:

Biblioteca Vermelha

Um redobrado empenho no estudo do marxismo, dos textos em que se condensa a experiência histórica das revoluções passadas e também daqueles em que se perspectivam novos combates pelo socialismo e pelo comunismo, constitui hoje um dever indeclinável de todos os revolucionários.

Entrar na Biblioteca Vermelha

 

Ribeiro Santos

A morte de Ribeiro Santos (durante uma reunião de estudantes contra a repressão fascista de Caetano, realizada em 12 de Outubro de 1972 na Faculdade de Ciências Económicas e Financeiras de Lisboa) constituiu um marco decisivo e de viragem no movimento popular e revolucionário contra a ditadura e a guerra colonial-imperialista que viria a atingir o seu auge em 1974.